UM DESENHO POR SEMANA

sábado, 16 de agosto de 2008

Oqéisso Beijing 2008 - Boletim V

"Uma gente que ri quando deve chorar", e quando chora faz todo mundo sorrir
“Eu chorei junto com ele.” Tudo bem, a frase foi dita por várias mulheres lá na empresa e elas geralmente choram mesmo. Mas foi bem emocionante. Vários ingredientes: a falta da medalha de ouro, a rapidez da prova, a comemoração alegre dos outros nadadores da delegação brasileira, o choro copioso de Cielo em contraponto com a emoção contida de Phelps com os pódios repetitivos.

Nós brasileiros gostamos disso. Choro de emoção, alegria livre, leve e solta, quebra de protocolo. Às vezes gostaríamos de ser raçudos comos os argentinos. Mas somos da alegria, não dá. Nossa emoção é diferente. Temos nossos momento de raça, de grito entalado, como o do próprio Cielo ao ver seu nome em primeiro no placar. Mas logo vem o choro e a boa bagunça que nos diferencia, que nos faz saber jogar bola como ninguém.

E é exatamente isso que se expera do futebol masculino, alegria. As mesmas mulheres que choraram com César Cielo, hoje disseram após a vitória do Brasil sobre Camarões por 2 a 0 “ué, mas eles nem comemoram”?
Cielo disse, “sabia que podia ganhar, mas não vim pressionado. Nadei com alegria!” Nos rostos do jogadores do futebol masculino não havia alegria, tava na cara a pressão que não passou nem com vitória.
Há que se pensar...


Nota1: Brasil sil sil agora com 1 de ouro e 4 de bronze. Merece mais 3 "sil sil sil"
Nota2: Vôlei masculino venceu a Polônia por 3 sets a 0

Um comentário:

  1. Parabéns Brasil!!!
    Ainda espero mais algumas medalhas.
    Bom fim-de-semana.

    ResponderExcluir

Expresse-se aqui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...