UM DESENHO POR SEMANA

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

O tempo que você tem


Hoje vai uma reflexão que publiquei há um tempo em outro site. Bem cara de fim de ano, bem o que vivo hoje. 

Sabe quando todas as coisas acontecem ao mesmo tempo? Essa semana eu passei por isso.  Programei trabalhos e outros compromissos baseados na agenda que eu tinha no momento. Mas as coisas mudam. Outras oportunidades apareceram e logo veio a mim aquele pensamento recorrente dos nossos dias: “meu Deus, eu não tenho tempo pra nada”.

Foi aí que duas lembranças deram uma freada nesse pensamento.
Uma música de Rodrigo Amarante e uma entrevista de Marcelo Camelo. 

Na entrevista, Camelo respondia sobre quando seria a volta dos Los Hermanos e acabou citando o parceiro Amarante. Dizia ele:
“Por enquanto cada um está com seu trabalho solo, criando coisas novas. O Rodrigo tem uma frase interessante que é: Tempo a gente tem o quanto a gente dá. Estamos dando um tempo para outras coisas.”

A frase é da música Evaporar, gravada por Rodrigo Amarante com a banda Little Joy.

 
Eu já havia ouvido diversas vezes a canção, mas não prestado a devida atenção à frase. A entrevista de Camelo me despertou para o real significado. Citando outro compositor “Temos todo o tempo do mundo”, mas gastamos tempo com aquilo que escolhemos. Sim, eu e você temos opções. Temos tempo para aquilo ao que damos o tempo.

Não é fácil, e assim como no caso dos membros do Los Hermanos que escolheram os projetos solos em detrimento de outro disco juntos, nós também temos que renunciar a algo para dar o nosso tempo para outra coisa.

Horas extras, filhos, família, diversão, estudo, cinema, um jantar romântico, passeio com o cachorro, aquele projeto social, igreja, academia, um blog, futebol com os amigos, ensaio com a banda.  Eis a escolha, para que darei o meu tempo? Do que tirarei? O mais banal do nosso dia a dia pode indicar as opções.

Talvez você tenha que renunciar a um salário maior e trabalhar menos para ter mais tempo com sua família, ou ir ao cinema apenas uma vez por mês para poder voltar à academia, ou ainda, pode ser que você já faça tudo isso.

Hoje já não digo mais a frase “Eu não tenho tempo”. As 24 horas são iguais para todos. Tempo, realmente nós temos. A questão é: para quê a gente escolhe dá-lo?


 “... O tempo que eu perdi
Só agora eu sei
Aprender a dar
Foi o que ganhei...”
(Trecho da música Evaporar)


2 comentários:

  1. A questão do tempo é que todo mundo comeu a última parte. A resposta nunca foi (ou nunca deveria ter sido) "eu não tenho tempo", mas "eu não tenho tempo para isso".

    Faz toda a diferença você usar o finalzinho da frase, porque volta para o seu artigo, tempo é igual para todo mundo. Se você diz "eu não tenho tempo", parece que você não manda em si mesmo. "Eu não tenho tempo para isso", passa uma sensação de controle, de escolha.

    Eu sempre me pego pensando nessa questão do tempo. Passei os últimos 3 meses editando uma revista de contos. Sempre me perguntei por que ninguém faz isso. E fui descobrindo a resposta, é que isso leva tempo, muito tempo para fazer bem feito. Só alguém disposto a sacrificar alguma outra coisa poderia fazer uma maluquice dessas.

    Eu não tenho tempo para assistir TV. Mas para ler livro, lançar revista de contos e passear com o cachorro sim. Tenho até tempo para ler oqueéisso! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ótimo poder contar com seu tempo, Rodrigo!

      Excluir

Expresse-se aqui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...